Follow by Email

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Religiosidade

Semana Santa é período de reflexão...



Paixão de Cristo encenada pelo grupo Santo Estevão
Para alguns, é apenas um feriadão. Ainda mais neste ano, que são quatro os dias de descanso. Porém, mais que uma pausa no corrido dia a dia, a Semana Santa é um período para reflexão e oração dos cristãos. Iniciada no último domingo, quando se lembrou a aclamada chegada de Jesus Cristo a Jerusalém, a programação termina no domingo, dia de festa pela ressurreição.
O padre Antônio Furtado, da Comunidade Católica Shalom, refere-se à Semana Santa como “o coração da liturgia católica”. “A Igreja revive e atualiza aquilo que aconteceu com Jesus de Nazaré naquela semana. Celebramos o mistério da paixão, morte e ressurreição de Jesus”, diz. Na quinta feira Santa é lembrada a última ceia de Jesus com os discípulos. Neste dia, segundo a tradição, foi instituído o sacramento da eucaristia. “Dentro dessa celebração há o momento do lava-pés. Ali Jesus se faz servo e lava os pés dos apóstolos”, explica Furtado.
Hoje é o único dia em que a Igreja Católica não realiza missas. Jejum é aconselhado. “Pode ser a pão e água ou fazer apenas uma das refeições durante o dia. Mas se deve evitar o uso da carne”, afirma Furtado. “Missa supõe duas partes: a liturgia da palavra e a eucarística. Na sexta, só temos liturgia da palavra, com a narração da paixão”.

No sábado, silenciar é recomendado. Altares são esvaziados ou cobertos com um pano roxo. “O Sábado Santo é o primeiro momento de silêncio contemplativo, de espera, porque o Salvador dorme”. De sábado para domingo, os católicos vivem a solene vigília da ressurreição. “Nela é abençoado o fogo novo do Círio Pascal. Ele fica aceso na igreja por 50 dias representando a luz de Cristo. Aí voltam à música, os sinos, o canto de glória e toda alegria que foi tirada no período da Quaresma”, detalha Antônio Furtado.
Finalmente, no domingo, chega à alegria. Cristãos enchem o coração de esperança pela renovação. “É o dia mais bonito”, cita Eugênio Pacelli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário